Efraim Filho ressalta urgência para recompor efetivo da PRF

21 de fevereiro de 2018

“O efetivo da PRF é o mesmo de 1994, o déficit é maior que três mil vagas, o equivalente à metade do que seria necessário atualmente”.

O deputado Efraim Filho (DEM/PB) ressaltou, nesta quarta-feira (21), a necessidade da recomposição imediata do efetivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A categoria conta hoje com aproximadamente 10 mil policiais distribuídos em todo o País. O efetivo é o mesmo de 1994 e equivale à metade do que seria necessário atualmente. “A recomposição do efetivo é a principal demanda da categoria para este ano. Com a previsão de 2.050 aposentadorias e já com o déficit de três mil servidores, ou seja, 5 mil policiais a menos a PRF está operando no limite”. Enfatizou o parlamentar ao afirmar que estão entre as demandas desburocratização da compra de armamentos, equipamentos de segurança e viaturas blindadas.

Na avaliação de Efraim Filho as demandas dos policiais rodoviários têm que ser tratadas com prioridade. Suas atuações são transparentes e hoje a categoria é considerada uma das mais confiáveis do País.

De acordo com os dados apresentados no evento da Frente Parlamentar pelo presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais, Deolindo Carniel, apontam para uma avaliação positiva da categoria. Segundo ele, 85,5% das pessoas entrevistadas em uma pesquisa encomendada pela federação confiam na PRF.

“Temos que investir em segurança pública e uma forma de fazer isso é atender as reivindicações da categoria, que com certeza, tem dado o máximo para coibir crimes nas estradas e fronteiras de todo o Brasil”. Declarou Efraim Filho.

Na avaliação do parlamentar os crimes de descaminho e contrabando são identificados em sua maioria pela PRF.

O encontro com parlamentares que compõem a Frente tratou também de ações previstas junto ao Legislativo para o ano de 2018. Foram apresentadas e discutidas as demandas da categoria Policial Rodoviária Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *